Manual – Planejamento e Avaliação de Projetos Sociais em Organizações Sociais

Autora: Maria Cecília Prates Rodrigues
FDC / POS

Introdução

Esse Manual foi desenvolvido em 2014 para apoiar, na época, o Programa da POS (Parceria com Organizações Sociais) da Fundação Dom Cabral (FDC).

O Manual está subdividido em quatro capítulos, permeados com citações acerca das organizações da POS que participaram da monitoria de projetos sociais em 2012 e 2013.

O capítulo 1 trata sobre como planejar a mudança desejada - tanto o planejamento do projeto social como o planejamento da coleta de dados, ou pesquisa de campo. Alguns aspectos serão destacados nesse capítulo, como a proposição de um entendimento para objetivos de resultados, compatível com o alcance do trabalho social na maioria das organizações sociais; a construção dos indicadores; a ideia das "ferramentas de prateleira", uma prática nova em projetos sociais; e os cuidados para a elaboração e aplicação dos questionários.

O capítulo 2 aborda sobre como avaliar a mudança de forma condizente com a realidade da maioria das organizações sociais e alerta sobre os desafios e as armadilhas envolvidos na avaliação de resultados. É importante que os responsáveis pela avaliação nas organizações sociais fiquem atentos para evitar essas armadilhas quando possível, e estejam cientes das limitações das avaliações geradas. 

O capítulo 3 apresenta um passo a passo para o planejamento e avaliação de um projeto social, baseado em caso fictício, mas que foi inspirado em uma experiência real – o projeto dos produtores de mel do Ariapa em situação de pobreza. O exemplo ilustra o diálogo permanente que deve haver entre planejamento e avaliação na condução do projeto social e a importância de ambos serem participativos, no sentido de um envolvimento efetivo dos seus públicos relevantes, a começar pelo público-alvo do projeto.

Finalmente, o capítulo 4 traz, em caráter bem incipiente, algumas sugestões e exemplos de "ferramentas de medição de prateleira" que foram desenvolvidas pelas próprias organizações da POS durante as monitorias, e por outras organizações ou autores especializados nos campos em questão.

Boa leitura! Ficarei muito feliz se este manual puder ser como uma "semente" inspiradora para projetos sociais eficazes e com poder de transformação cada vez maior.

MARIA CECÍLIA PRATES RODRIGUES
Rio de Janeiro - Brasil

Maria Cecília é economista e mestre em economia pela UFMG, e doutora em administração pela FGV /Ebape (RJ). A área social sempre foi o foco de suas pesquisas durante o período em que esteve como pesquisadora na FGV , e depois em seus trabalhos de monitoria, consultoria, pesquisa e voluntariado.